Procurar  
  • principal
  • > notícias
  • como chegar à Fundação >>

    eventos: programação da Fundação >>

    receba o informe quinzenal por e-mail >>

    serviços oferecidos pela Fundação >>

    Execução orçamentária superou o patamar de 98%

    Clique na foto para ampliar

    A Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB) encerrou 2018 com um ótimo desempenho orçamentário. Dos R$ 6.364.798,00 previstos para o ano, foram executados R$ 6.261.438,00, que correspondem ao percentual de 98,38%. Isso significa que a FCRB realizou suas atividades praticamente na íntegra. 

    Se compararmos com os anos anteriores, observa-se que a FCRB vem obtendo um percentual superior a 90% de execução, fruto de um trabalho intensivo das áreas envolvidas na elaboração e execução dos projetos e ações, e nos setores de compras, licitações, orçamento e também do acompanhamento cuidadoso da Coordenação Geral de Administração (CGA) e da diligência da Diretoria Executiva (DE). 

    "Na qualidade de Presidente da Fundação Casa de Rui Barbosa desde setembro de 2016, posso testemunhar o compromisso de seus servidores (tanto nas chamadas áreas finalísticas, como nas chamadas áreas-meio) com a Instituição, no sentido de planejar e executar ações que lhe garantam o desempenho exemplar que já se tornou uma tradição reconhecida no âmbito do extinto MinC. Ressalto, para além desse compromisso, a capacidade de trabalho em equipe dos diferentes setores, sob a liderança da Diretoria Executiva. Tenho certeza de que esse padrão de excelência se manterá na nova administração da Casa, agora vinculada ao recém-criado Ministério da Cidadania, Desenvolvimento Social, Esporte e Cultura."
     
    No ano de 2018 foram obtidos recursos de outras fontes para a realização de diversos projetos. Foram sete Termos de Execução Descentralizados (TEDs):  
    • Dois para o pagamento de bolsistas (contratos vigentes e novo concurso de bolsas) na ordem de R$ 590.070,87;
    • Um para ação de divulgação dos trabalhos científicos produzidos pelos docentes do Programa de Pós-Graduação em   Memória e Acervos (PPGMA) de R$ 64.571,83; 
    • Um para a implementação da Cátedra Unesco de Políticas Culturais e Gestão de R$ 148.555,20; 
    • Um para o projeto executivo para Obras de Recuperação Estrutural no Porão do Museu Casa de Rui Barbosa de R$  35.000,00; 
    • Um para digitalização de Folhetos da Coleção de Cordel de R$35.460,00 e 
    • Um para o enfrentamento de situações de risco decorrentes de incêndio e pânico, no valor de R$ 362.130,00.
     O total de TEDs executados foi R$ 1.196.186, o que reflete o esforço da Presidência e das Diretorias do Centro de Memória e Informação (CMI) e Centro de Pesquisas (CP) na obtenção de investimento do Ministério e também o empenho dos servidores e chefes de serviços responsáveis nas instruções processuais e na execução das atividades pertinentes à missão e objetivos da FCRB.
     

     

    Imprimir
    Voltar ao alto


    Veja também
    > maio
    > Migrações Internacionais
    > IV Colóquio de Economia Política da Comunicação e da Cultura
    > IX Seminário Internacional de Políticas Culturais
    > Pensar a imprensa
    > A censura à prova do tempo
    > Memória & Informação
    > Mostra "25 anos da morte de Américo Jacobina Lacombe"
    > Curso "Gêneros Textuais: definição e funcionalidade no trabalho com arquivos literários"
    > Mostra "150 Anos de Nascimento de Nestor Victor"
    > Perspectivas em conservação preventiva
    > História e culturas urbanas
    > Jardins & Paisagens
    > Jardim em Foco: Visitas mediadas ao jardim histórico do Museu Casa de Rui Barbosa
    > Memória & Informação
  • informe
  • |
  • perguntas frequentes
  • |
  • termos de uso
  • |
  • mapa do site
  • |
  • sobre o site
  • |
  • contato
  • |