Fundação Casa de Rui Barbosa
 
  Procurar  
  • principal
  • > notícias
  • create gmail account gmail sign in
    como chegar à Fundação >>

    eventos: programação da Fundação >>

    receba o informe quinzenal por e-mail >>

    serviços oferecidos pela Fundação >>

    Nome de Rui Barbosa é inscrito no Livro dos Heróis da Pátria

    Clique na foto para ampliar

    “Heróis.m.- Homem que se distingue por coragem extraordinária na guerra ou diante de outro qualquer perigo. Personagem preeminente ou central que, por sua parte admirável em uma ação ou evento notável, é considerada um modelo de nobreza.O protagonista de qualquer aventura histórica ou drama real”(Dicionário Michaelis). Portanto, ser um herói é estar disposto a sacrificar a sua vida em prol de uma causa ou do próprio país. No Brasil, nossas cidadãs e cidadãos ilustres, que, dedicaram sua trajetória a transformar a nação, têm um lugar de destaque e honra: são inscritos no Livro dos Heróis da Pátria. O mais novo personagem dessa história é ninguém mais, ninguém menos que Rui Barbosa.
    Produzido com páginas de aço, nas quais são inscritos os nomes de personalidades que tiveram importância para a constituição da nação brasileira, o registro conta, entre outros, com Tiradentes, Zumbi dos Palmares, Santos Dumont e Anna Nery, enfermeira que atuou na Guerra do Paraguai. O livro está depositado no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, em Brasília, no Distrito Federal.

    No dia 10 de setembro de 2015, o nome de Rui Barbosa foi incluído nessa lista heróica. Até a lei ser aprovada, o projeto do senador federal Marconi Perillo passou pela Comissão de Cultura em 2011, aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, no dia 15 de julho deste ano, seguiu para sanção presidencial.

    Mas por que Rui Barbosa? Conversamos com quem mais entende e pesquisa sobre a vida e a obra do jurista na FCRB para explicar um pouco mais sobre essa escolha e o que ela significa para a história do país.

    A chefe do setor Ruiano, a pesquisadora Rejane de Almeida Magalhães, destacou o fato de o advogado baiano sempre abraçar as causas de justiça social: “Rui se preocupou com a edificação do país, principalmente no momento da Proclamação da República”. Antes disso, segundo Rejane, nosso novo herói também trabalhou com Dom Pedro II para conseguir avanços no campo da justiça e na educação, exemplo de sua atuação no Projeto de Reforma do Ensino Secundário e Superior, em 1882.

    Para a também pesquisadora Marta de Senna (Ruiano/FCRB), há três eixos que ajudam a explicar o heroísmo de Rui Barbosa. “A intransigente defesa das instituições brasileiras: Rui Barbosa se coloca como salvaguarda das instituições que asseguram os direitos do homem comum”, explica. A sua participação na Conferência de Haia é apontada como segundo momento marcante da sua biografia, uma vez que é durante esse evento que Rui defende o princípio da igualdade das nações. Como terceiro ponto, Marta lembra a Campanha Civilista e assinala a preocupação de Rui em assegurar a república civil no Brasil.

    Se você quer saber mais sobre a figura de Rui Barbosa e compreender sua trajetória pessoal e política, acompanhe nosso portal. Existem diversas áreas com artigos, frases e imagens do nosso patrono. 

    Texto: Claudia Altschuller

    Imprimir
    Voltar ao alto


    Veja também
    > Curso “As Artes de Mesa: da sala de jantar aos objetos de aparato (sec. XVIII a XX)”
    > maio
    > Cardápios Séculos XIX e XX
    > Conversa Literária
    > Memória & Informação
    > Seminário arranjo e descrição em arquivos pessoais: revisitação teórica e metodológica
    > VIII Seminário Internacional de Políticas Culturais
    > Concurso de Bolsas de Iniciação Científica 2017
    > Concurso do Programa de Incentivo à Produção do Conhecimento Técnico e Científico na área da Cultura 2017
    > II Seminário Nacional de Turismo e Cultura
    > Memória & Informação
    > Conversa Literária
    > Elaboração de resumos
    > Lançamento do livro A coleção Família Barbosa de Oliveira
    > I Colóquio de Culturas Digitais
    > História e Culturas Urbanas
    > Curso "Deleuze e Guattari políticos - reler Mil Platôs"

  • informe
  • |
  • perguntas frequentes
  • |
  • termos de uso
  • |
  • mapa do site
  • |
  • sobre o site
  • |
  • contato
  • |