Procurar  
  • principal
  • > notícias
  • Assessoria de Comunicação >>

    receba o informe quinzenal por e-mail >>

    eventos: programação da Fundação >>

    serviços oferecidos pela Fundação >>

    como chegar à Fundação >>

    FCRB lança a versão atualizada do aplicativo online do Vocabulário histórico-cronológico do português


    A Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB) lança a versão atualizada do aplicativo online do Vocabulário histórico-cronológico do português medieval. O Vocabulário é um instrumento de pesquisa contendo palavras da língua portuguesa usadas na Idade Média que remetem para os vocábulos atuais. A obra conta com 170 mil verbetes da língua utilizada em Portugal e na região espanhola da Galícia entre os séculos 13 e 15, e está disponível em http://www.medieval.rb.gov.br
     
    Projeto do lexicógrafo Antônio Geraldo da Cunha, o Vocabulário históricocronológico do português medieval (VPM) constitui-se um levantamento de fôlego do léxico da língua portuguesa daqueles séculos. A pesquisa para a localização dos vocábulos foi realizada em textos históricos de alta expressão literária e em obras que mereceram lugar de destaque nas histórias da literatura portuguesa, bem como documentos oriundos de cartórios medievais, textos jurídicos, tratados de higiene, livros de receitas. 
     
    Um bom exemplo da importância da obra foi sua utilização, por pesquisadores do Instituto Antônio Houaiss de Lexicografia e Banco de Dados da Língua Portuguesa, na datação de vocábulos para o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, publicado em 2001. 
     
    O trabalho teve início há 41 anos, em 1979, com o lexicógrafo Antônio Geraldo da Cunha - então funcionário do Setor de Filologia da Casa de Rui Barbosa, falecido em 1999 -, e um pequeno grupo de pesquisadores. Os textos medievais selecionados serviram de material para as passagens abonatórias dos vocábulos. Inicialmente, em 1984, foi publicado um fascículo-amostra da obra. O projeto com a informatização do material em fichas de papelão datilografadas prosseguiu, o que permitiu a sua utilização como fonte de pesquisa. O VPM ganhou, assim, visibilidade na comunidade acadêmica e científica nacional e internacional. 
     
    Em 2000, foi lançado um CD-ROM em versão preliminar.. As fichas de papelão datilografadas, tão úteis ao longo dos anos a inúmeros pesquisadores da comunidade acadêmica e científica nacional e internacional, foram substituídas por formas rápidas e eficientes de consulta e atualização.  
    Em 2007, foi lançada uma nova versão do CD-ROM. Em 2014, a FCRB lançou a versão impressa em dois volumes, em um total de 2.850 páginas. A obra não pode ser comercializada, por isso tem sido enviada para universidades, bibliotecas e centros de estudos de línguas neolatinas do Brasil,  Europa, Estados Unidos e África lusófona. Com a disponibilização do aplicativo online, será possível também acolher sugestões e introduzir vocábulos que constam das obras selecionadas, e não foram contempladas no VPM.  
     
    Imprimir
    Voltar ao alto


    Veja também
    > Espectadores y lectores frente a las pantallas: políticas para escenas emergentes | Publicada em 14/04/2015
    > abril | Publicada em 08/04/2015
    > História e Culturas Urbanas | Publicada em 08/04/2015
    > Memória & Informação | Publicada em 08/04/2015
    > AMLB recebe acervo de Sebastião Uchôa | Publicada em 07/04/2015
    > Música no Museu | Publicada em 01/04/2015
    > Série Arquivos Pessoais: Jorge de Lima - essência | Publicada em 01/04/2015
    > III Seminário de História do Direito e das Instituições Políticas | Publicada em 31/03/2015
    > Depois de junho: movimentos, impasses e novas instituições | Publicada em 30/03/2015
    > Memória & Informação | Publicada em 09/03/2015
    > Conferência A dialética de Yang-Mills-Shaw e os neutrinos sociais | Publicada em 06/03/2015
  • informe
  • |
  • perguntas frequentes
  • |
  • termos de uso
  • |
  • mapa do site
  • |
  • sobre o site
  • |
  • contato
  • |