Fundação Casa de Rui Barbosa
 
  Procurar  
  • principal
  • > cronologia
  • > em Haia
  • como chegar à Fundação >>

    eventos: programação da Fundação >>

    o legado de Rui Barbosa >>

    receba por e-mail o informe quinzenal >>

    sobre o acervo de Rui Barbosa >>

    Rui Barbosa em Haia

    Aqui você encontra informações sobre a Segunda Conferência Internacional da Paz, realizada em Haia, no período de 15 de junho a 18 de outubro de 1907, e sobre a atuação de Rui, sua aclamação como Águia de Haia e cronologia dos principais momentos de sua participação, com indicação de seus discursos mais relevantes

    A Segunda Conferência da Paz foi um dos momentos culminantes da sua carreira. Designado embaixador extraordinário e plenipotenciário e delegado para representar o Brasil em Haia, deixou sua marca, firmando o dogma da igualdade jurídica dos Estados. Fortes ou francos, ricos ou pobres, grandes ou pequenos, o que estava em jogo era a igualdade e a soberania. A participação de Rui na Conferência dá-lhe a reputação de defensor das pequenas potências.

     

    Muitos falaram sobre Rui jornalista da República, Rui escritor e orador, Rui advogado, Rui renovador da sociedade, Rui ministro da fazenda, Rui diplomata, Rui e a educação. São tantas as facetas e tantos os veios por onde seguir, que a preocupação é buscar o fio condutor, para que Rui apareça na sua exata posição e na justa medida do papel que ele representou para o país, para a sua época e para a História. "Vi todas as nações do mundo reunidas, e aprendi a não me envergonhar da minha. Medindo de perto os grandes e os fortes, achei-os menores e mais fracos do que a justiça e o direito"

    Sua participação tem início em 1906, quando o diplomata Manuel de Oliveira Lima indica na imprensa o seu nome para representante do Brasil na Segunda Conferência Internacional da Paz, em Haia, tendo o apoio de Edmundo Bittencourt do jornal Correio da Manhã.

     

     

    Em maio de 1907, Rui Barbosa, vice-presidente do Senado, é nomeado embaixador extraordinário e plenipotenciário e delegado do Brasil. Ele chega a Haia em junho, onde será presidente de honra da 1ª Comissão, e membro inscrito nas 1ª e 4ª comissões.

    A  Conferência é concluída em outubro, e Rui e sua família retornam ao Brasil em dezembro, quando é recebido festivamente pela população e homenageado pelos políticos.

     

    Imprimir
    Voltar ao alto


    Veja também
    > Segunda Conferência da Paz
    > Rui na Conferência
    > Águia de Haia
    > cronologia de Rui em Haia (1ª parte)
    > cronologia de Rui em Haia (2ª parte)
    > referências

  • informe
  • |
  • perguntas frequentes
  • |
  • termos de uso
  • |
  • mapa do site
  • |
  • sobre o site
  • |
  • contato
  • |