Procurar  
  • principal
  • > palestras
  • > Memória & Informação
  • como chegar à Fundação >>

    eventos: programação da Fundação >>

    notícias >>

    edições à venda: acervos e preservação >>

    receba por e-mail o informe quinzenal >>

    Memória & Informação 2007

    Abaixo você encontra palestras apresentadas no ciclo Memória & Informação, dedicado à divulgação de estudos e pesquisas nas áreas de preservação, tratamento e difusão de bens culturais. Em 2007, este ciclo é promovido quinzenalmente pela Fundação Casa de Rui Barbosa, de março a dezembro.

    :: "Memória e gestão do conhecimento na Votorantim" (pdf, 2,86 MB), por Inês Fenyves Sadalla, coordenadora do Projeto Memória Votorantim, 7 de março.
    A importância do conhecimento no novo contexto dos negócios; memória e gestão do conhecimento na Votorantim – conclusões e lições aprendidas; Memória Votorantim como referência para outros Centros de Memória; Histórias, projetos e perspectivas para o futuro.

    :: "Museu da Língua Portuguesa: restauração e revitalização da Estação da Luz - São Paulo", por Silvia Finguerut, especialista em restauro de monumentos arquitetônicos, 21 de março.
    O desafio e a complexidade envolvidos na realização de um projeto grandioso como o Museu da Língua Portuguesa, os processos de desenvolvimento desde a sua origem envolvendo três áreas distintas que se interrelacionam: o conteúdo, a arquitetura e a museografia. Ver site do Museu da Língua Portuguesa.

    :: "Instantâneos da visita: a escola no Centro Cultural" (pdf, 229 KB), por Maria Cristina Monteiro de Carvalho (PUC-Rio), 4 de abril.
    Uma reflexão sobre a relação escola e centro cultural por intermédio da observação de visitas realizadas por estudantes ao Centro Cultural Banco do Brasil-RJ.

    :: "Patrimônio Histórico Rural Paulista, espaço privilegiado para o ensino, a pesquisa e o turismo", por Francisco Sá Neto (Associação Pró Casa do Pinhal), 18 de abril.
    Análise das diferentes formas desustentabilidade do Patrimônio Histórico Rural, abordando experiências da Casa do Pinhal, Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, localizado na área rural do município de São Carlos, SP.

    :: "Arquivos pessoais: questões metodológicas", por Ana Maria de Almeida Camargo (USP-SP), 2 de maio.
    Os arquivos pessoais constituem um desafio para os profissionais da área, pondo à prova princípios e conceitos aplicados na organização e descrição de conjuntos documentais originários do funcionamento de instituições. A perspectiva da palestra é problematizar, à luz da teoria arquivística, as soluções praticadas no Brasil e em outros países quanto ao processamento técnico dos arquivos de cientistas, artistas, políticos e outros indivíduos cuja trajetória biográfica tem sido considerada de interesse público.

    :: "Em busca de uma metodologia de análise documentária de crônicas jornalísticas de Carlos Drummond de Andrade" (pdf, 705 KB), por Dilza Ramos Bastos (FCRB), 16 de maio.
    Uma investigação sobre a natureza da crônica jornalistica e o processo de análise documentária em suas faces constituintes, tendo como campo empírico a representação da informação no processamento documental das crônicas de Carlos Drummond de Andrade, publicadas no Jornal do Brasil, efetuada em uma unidade de informação especializada.

    :: "Memória e Preservação: a construção epistemológica da Ciência da Conservação" (pdf, 119 KB), por Yacy-Ara Froner (EBA-UFMG), 30 de maio.
    Apresentação sobre as alterações nos paradigmas que atuam na preservação de bens culturais, que devem ser consideradas a partir da transformação do status do objeto cultural e sua re-significação social; da alteração dos modelos institucionais e dos paradigmas do conhecimento relacionados às áreas que atuam no campo do patrimônio cultural, e da Conservação Preventiva como base normativa para a salvaguarda dos bens culturais.

    :: "Nestlé Centro de Pesquisa e Documentação Histórica", por Ana Isabel Ferraz Franchim (Coordenadora de projetos sócios culturais da Fundação Nestlé Brasil), 06 de junho.
    Divulgação da participação da Nestlé na História da Alimentação Brasileira por meio da preservação da Memória e do Patrimônio.

    :: "Memória, História e Narrativa: identidades nacionais à deriva", por Patrícia Fuentes Lima (University of North Carolina / Chapel Hill), 20 de junho.
    Estudo comparativo entre as narrativas míticas de Carmen Miranda e Antonio Carlos Jobim, a trajetória heróica de duas figuras de grande expressão nacional no Brasil e no Exterior. O papel dos arquivos pessoais da mídia e da literatura na de/construção de identidades ficcionais e no descortinamento entre os espaços do público e do privado.

    :: "Visões periféricas: juventude(s) e um novo olhar sobre a(s) cultura(s)", por Kelly Russo (PUC-Rio), 04 de julho.
    O Brasil é um país diverso. São muitos os contextos – políticos, econômicos ou culturais – que ajudam a construir a visão de "jovem" em nossa sociedade. Mas o que acontece quando os próprios jovens de diferentes regiões ditas "periféricas" – pela mídia, pelo discurso comum, pela academia – recriam essa identidade e decidem impor novas dinâmicas no campo cultural e político?
    A evolução tecnológica e, com ela, a facilidade de comunicação, tanto no acesso aos meios quanto na produção de novas mensagens, provocaram modificações em diversas dimensões, principalmente no campo cultural. Multiplicam-se as organizações sociais protagonizadas por jovens, que optam pela comunicação e pela cultura como eixos de atuação para equacionar questões sociais. Neste encontro, conversaremos sobre algumas dessas "visões periféricas" e seus impactos no campo cultural e político brasileiro.

    :: "Memórias e Identidades nas coleções etnográficas dos Irmãos Villas Boas e Villas Boas/Pedro Lima no Museu do Índio do Rio de Janeiro", por Solange Padilha ( FAPERJ/Museu do Índio), 18 de julho.
    Pesquisa de estudo sistêmico sobre as duas coleções, doadas ao Museu do Índio em 1955, para a exposição Fronteiras da Civilização, sob demanda de Darcy Ribeiro, então diretor do Museu.

    :: "Patrimônio cultural e mundialização da cultura : desafios do século XXI", por Maria Cecília Londres Fonseca (representante do Brasil no Comitê Intergovernamental do Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco), 1º de agosto.
    O processo de constituição dos patrimônios culturais, desde a sua instauração no século XVIII até as últimas décadas com o advento da internet, desenvolvimento da indústria do turismo e à crescente participação da sociedade.

    :: "Ontologias como novas formas de preservação do conhecimento", por Carlos H. Marcondes (Departamento de Ciência da Informação/UFF), 15 de agosto.
    A partir do surgimento da Web, bibliotecas e arquivos deixam de ser os únicos repositórios do conhecimento da humanidade. Diversos segmentos da comunidade científica passam a desenvolver as chamadas ontologias, representações do conhecimento específico em determinado domínio, com a finalidade de registrar este conhecimento, de modo a torná-lo processável por pessoas e por programas.

    :: "O Arquivo Nacional e a história luso-brasileira", por Claudia Beatriz Heynemann (pesquisadora do Arquivo Nacional e doutora em História Social pela UFRJ), 29 de agosto.
    O tema "história colonial brasileira no acervo do Arquivo Nacional" abrange o mundo "luso-tropical": Portugal e o ultramar, sendo possível ainda incluir aspectos importantes da história ibérica e européia, no período entre os séculos XVI e XIX. O site O Arquivo Nacional e a história luso-brasileira, editado pela palestrante, tem como objetivo divulgar fontes, textos analíticos e publicações e se dirige, em suas diferentes seções, ao público acadêmico e à docência do ensino médio e fundamental.

    :: "Restauração do Patrimônio Arquitetônico Carioca: grandes desafios", por Ubirajara Avelino de Mello (Arquiteto), 12 de setembro.
    Soluções técnicas adotadas pela empresa Concrejat na restauração de monumentos de grande porte com o Mosteiro de São Bento, a Igreja da Nossa Senhora da Candelária e o Museu Nacional de Belas-Artes.

    :: Mesa redonda acadêmica sobre as linhas de pesquisa em Conservação e as teses apresentadas e em desenvolvimento na EBA/CECOR, 26 de setembro:
    "Livros de compromisso das irmandades religiosas em Minas Gerais", por Bethania Reis Veloso (CECOR/UFMG).
    Apresentação dos objetivos, justificativas, metodologia e desenvolvimento da pesquisa intitulada Livros de compromisso das irmandades religiosas em Minas Gerais realizando interlocução com a obra rara intitulada Nova Escola para Aprender a Ler, Escrever e Contar, abrangendo aspectos técnicos, formais e estilísticos.

    "Imagens de vestir – caminhos de uma pesquisa", por Maria Regina Emery Quites (CECOR/UFMG).
    Pesquisa sobre imagens de vestir no Brasil em seus aspectos históricos, iconográficos, técnicos e  devocionais.

    "A estética e o tratamento pictórico em obras de arte", por Anamaria Ruegger Almeida Neves (CECOR/UFMG).
    A importância da tomada de decisão, baseada em conhecimentos técnicos e teóricos para a execução de intervenções adequadas em obras de arte.

    :: "Biblioteca Digital Rio", por Ana Lígia Medeiros, 10 de outubro.
    Abordagem da experiência na organização da Biblioteca Digital Rio, site com obras raras digitalizadas que está disponível ao público desde de julho de 2007.

    :: "Caminhos do Açúcar – Inventário dos Bens Culturais Imóveis", por Iracema Costa Teixeira Franco, 24 de outubro.
    Abordagem da pesquisa que integrou o projeto Caminhos Singulares do Estado do Rio de Janeiro, do Inepac, objetivando a identificação e registro dos vestígios materiais das formas arquitetônicas e urbanísticas peculiares à atividade açucareira, sendo selecionada como área de estudo, a região Norte-Fluminense que, marcadamente, tem a sua identidade cultural vinculada a história do Açúcar.

    :: "Visitando laboratórios: o cientista e a preservação de documentos", por Maria Celina Soares de Mello e Silva (MAST/MCT), 7 de novembro.
    Apresentação de estudo para a tese de doutorado sobre a produção documental dos laboratórios e a relação dos cientistas com a preservação dos documentos e a memória científica (História Social, USP).

    :: "Diagnóstico para a preservação de obras raras: novas perspectivas", por Maria Luisa Ramos de Oliveira Soares (FCRB), 21 de novembro.
    A revisão crítica dos paradigmas de conservação estimula novos olhares em relação aos tratamentos aplicados as obras raras, inserindo este mesmo conceito em novos universos, definindo novas abordagens nos tratamentos das coleções e direcionando as ações para a interdisciplinaridade.

    :: "A Lei de Incentivos e a Restauração do Centro Histórico de Rio de Janeiro, cinco Igrejas dos séculos XVII a XIX", por Jorge Alfonso Astorga Garro, 5 de dezembro.
    Hoje se vive um momento no Brasil em que a restauração do patrimônio de quase todos os monumentos com algum grau de preservação (municipal, estadual ou nacional) é viabilizada pela Lei Rouanet, que institui o Programa Nacional de Apoio à Cultura, o PRONAC. O objetivo da palestra é mostrar como a legislação brasileira foi fundamental para que se pudessem efetuar trabalhos, projetos e obras de restauração do Centro Histórico do Rio de Janeiro.

     

    Imprimir
    Voltar ao alto


    Veja também
    > Memória & Informação
    > Memória & Informação 2018
    > Memória & Informação 2017
    > Memória & Informação 2016
    > Memória & Informação 2015
    > Memória & Informação 2014
    > Memória & Informação 2013
    > Memória & Informação 2012
    > Memória & Informação 2011
    > Memória & Informação 2010
    > Memória & Informação 2009
    > Memória & Informação 2008
    > Memória & Informação 2006
    > Memória & Informação 2005
    > Memória & Informação 2004

  • informe
  • |
  • perguntas frequentes
  • |
  • termos de uso
  • |
  • mapa do site
  • |
  • sobre o site
  • |
  • contato
  • |