Procurar  
  • principal
  • > palestras
  • > Memória & Informação
  • como chegar à Fundação >>

    eventos: programação da Fundação >>

    notícias >>

    como chegar à Fundação >>

    Visitas e consultas >>

    Memória & Informação 2010

    Abaixo você encontra palestras apresentadas no ciclo Memória & Informação, dedicado à divulgação de estudos e pesquisas nas áreas de preservação, tratamento e difusão de bens culturais. Este ciclo é promovido quinzenalmente pela Fundação Casa de Rui Barbosa, de março a dezembro.

    :: "Joaquim Nabuco e Graça Aranha. Entre a palavra e a ação: apontamentos para uma correspondência" (pdf, 62 KB), Prof. Anco Márcio Tenório Vieira (UFPE), 17 de março
    Palestra sobre a correspondência entre Joaquim Nabuco e Graça Aranha (1899-1910), particularmente como toda a obra de Nabuco é resultado da confluência entre a sua atividade prática (como político, diplomata e escritor) e as suas reflexões críticas no campo das idéias.

    :: "O uso de pesquisas domiciliares na obtenção de informações estatísticas sobre Museus" (pdf, 397 KB), José Matias de Lima e Sandra Furtado de Oliveira (ENCE/IBGE), 31 de março
    A palestra aborda alguns aspectos referentes aos diferentes métodos de obtenção de informações sobre características dos visitantes de museus. Adicionalmente, apresenta os principais resultados e os desenhos amostrais utilizados em três pesquisas realizadas por amostragem probabilística, no âmbito do Curso de Desenvolvimento de Habilidades em Pesquisa, CDHP, oferecido pela Escola Nacional de Ciências Estatísticas, ENCE/IBGE.

    :: "Argamassas históricas – problemáticas urbana e dos monumentos com relação aos revestimentos e pinturas incompatíveis", Maria Isabel Kanan (FAU-UFBa), 14 de abril
    A palestra pretende abordar questões como critérios técnicos de escolha dos materiais, tecnologias tradicionais, expressão estética e visual dos revestimentos e pinturas, conservação ou intervenção parcial ou total, etc. Fundamenta-se na tendência atual para com a conservação sustentável dos bens culturais que norteiam as ações de conservação e restauração do patrimônio edificado.

    :: "Acesso aos arquivos públicos no Brasil: legislação e políticas", José Maria Jardim, 5 de maio
    Após a Contituição de 1988 e da Lei de Arquivos de 1991 foram delineadas novas possiblidades legais do acesso ao cidadão às informações governamentais. As políticas arquivísticas para tal não foram, no entanto, suficientemente executadas ou, em cetos aspectos, nem chegaram a ser formuladas. Ao longo das duas últimas décadas ampliou-se, no Brasil, não somente o acesso aos arquivos, mas também a distância entre os princípios democráticos consagrados na legislação, além das crescentes demandas sociais por transparência e o controle do Estado. Novas indagações sobre o uso social da informação arquivística pública parecem emergir no atual cenário brasileiro, considerando-se as tecnologias da informação e da comunicação bem como modificações em curso no Estado e na sociedade civil.

    :: "Digitalizar acervos para acesso: o que deve e pode ser feito", Carlos Augusto Silva Ditadi (Arquivo Nacional), 19 de maio
    Com a possibilidade de se disseminar acervos de arquivos e bibliotecas por meio da internet, e em especial pela digitalização que consiste na conversão das obras e documentos originalmente em outros formatos, para o formato de arquivo digital, gerando representantes digitais, as organizações detentores desses acervos se colocam diante de aspectos tecnológicos como a qualidade técnica para a melhor fidelidade com o acervo original, outros aspectos também não podem ser negligenciados como o gerenciamento de direitos autorais, que ainda é uma restrição (legal) ao amplo acesso, a homogenização na descrição, a modelagem de metadados para facilitar a recuperação da informação e preservação dos formatos de arquivo digitais e a continuidade nas atividades de conservação dos documentos originais.

    :: "Educação Popular 1947-1966" (pdf, 95 KB), Osmar Fávero (UFRJ), 2 de junho
    Histórico e documentos originais da mobilização nacional contra o analfabetismo, organizadas pelo Ministério da Educação e Saúde, a partir de 1947: Campanhas Nacionais de Educação de Adolescentes e Adultos (CNAA), Campanha Nacional de Educação Rural (CNER), Sistema Rádio-Educativo Nacional (Sirena), Mobilização Nacional para a Erradicação do Analfabetismo (MNEA), e dos movimentos de cultura e educação popular do início dos anos de 1960: Movimento de Cultura Popular (MCP). do Recife; Centro Popular de Cultura (CPC), da União Nacional dos Estudantes (UNE); Campanha de Educação Popular da Paraíba (CEPLAR); De Pé no Chão também se Aprende a Ler, de Natal; Movimento de Educação de Base (MEB); Sistema de Alfabetização Paulo Freire (primeiras experiências).

    :: "Ciência e Sociedade: da Comunicação Científica à Divulgação Científica", Lena Vania Pinheiro, 16 de junho
    Transformações da Ciência e Tecnologia e seu papel contemporâneo junto à sociedade. A comunicação científica como processo para o desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação: características e evolução. A Sociedade da Informação e do Conhecimento: as tecnologias de informação e comunicação -TICs e globalização. Divulgação científica, definições, questões e questionamentos. O Canal Ciência do IBICT, suas ações de informação e contribuição para inclusão tecnológica e social do cidadão brasileiro.

    :: "Restauração de Argamassas Armadas: o caso das cúpulas do Museu Nacional de Belas Artes", Silvia Puccioni (Iphan), 30 de junho
    Palestra sobre a restauração das cúpulas do edifício da  antiga Escola Nacional de Belas Artes, inaugurado em 1908, e que  abriga desde 1937, o Museu Nacional de Belas Artes. Em maio de 2006, iniciava a execução de obras de restauração da cúpula central do Museu Nacional de Belas Artes, na qual era proposta a sua demolição e sucessiva reconstrução de todos os elementos de argamassa. Após a analise do projeto, foi solicitada a mudança de escopo da obra, substituindo a proposta de demolição e reconstrução para restauração das três cúpulas.

    :: "Desafios na regulação do patrimônio cultural" (pdf, 516 KB), Sandra Cureau, 14 de julho
    Serão examinados o conceito de patrimônio cultural e sua evolução, as dificuldades na preservação do patrimônio cultural imóvel, móvel (bens bibliográficos e arquivísticos, bens arqueológicos, demais bens móveis), dos bens imateriais, apresentados alguns trabalhos do Ministério Público visando a preservação do patrimônio cultural e algumas propostas de solução dos problemas hoje enfrentados.

    :: "A chave de Jano – Os trajetos da criação de Avalovara" (pdf, 189 MB), Eder Rodrigues Pereira, 28 de julho
    A comunicação tem como objetivo apresentar, em linhas gerais, a edição fac-similar e diplomática das notas de planejamento do romance Avalovara de Osman Lins. Parte integrante de uma dissertação de mestrado, a edição permite visualizar quais foram os procedimentos empregados na composição do texto, da estrutura rigorosa do livro e o registro da utilização destas notas na obra publicada em 1973. Contemplando documentos autógrafos, datiloscritos e impressos rasurados que, de modo geral, contêm um discurso indicativo é possível perceber certas particularidades relacionadas ao processo de criação do romance bem como estabelecer novas propostas de estudo para a obra.

    :: "Os Daguerreotipistas estão chegando", Francisco Moreira da Costa, 11 de agosto
    A palestra apresenta a pesquisa que o fotógrafo vem desenvolvendo nos últimos 16 anos para fazer daguerreótipos no século XXI. As dificuldades em reconstruir uma técnica fotográfica esquecida e pouquíssima revisitada na modernidade são várias: desde o levantamento bibliográfico, adaptação de equipamentos e infra-estrutura adequada. Isto me motivou a dar início à construção de um estúdio voltado para as técnicas do século XIX, com todas as condições para se refazer os processos históricos – pesquisa importante para a conservação de acervos fotográficos.

    :: "Documentos Digitais como prova em questões judiciais" (pdf, 1.06 MB), Ana Amelia Menna Barreto, 25 de agosto
    Serão abordados na palestra os seguintes temas: documento físico e eletrônico, diferenciação, força probante, requisitos admissibilidade, assinatura digital, ICP-Brasil, admissão ordenamento jurídico, força probante, prova judicial e casos concretos.

    :: "História Urbana da Avenida Brasil: emblema da cidade moderna" (pdf, 22.9 MB), Renato Gama-Rosa, 8 de setembro
    A Avenida Brasil foi construída entre 1939 e 1954 na cidade do Rio de Janeiro e o processo que culminou em sua abertura pode ser entendido como um marco na recente história urbana carioca. Entre "avenida" e "rodovia", acredita-se desejável e necessário aprofundar os conhecimentos sobre uma sucessão de iniciativas de planos urbanos locais e regionais que levaram a fazer dos eixos viários, como a Avenida Brasil, um dos emblemas da vida e cidade modernas.

    :: "O Gosto Inglês no Brasil: a presença britânica na formação dos subúrbios do Rio de Janeiro, Salvador e Recife no século XIX" (pdf, 3.2 MB), Carolina Bortolotti de Oliveira, 22 de setembro
    Essa pesquisa trata da formação dos subúrbios no Rio de Janeiro, Salvador e Recife  ao longo do século XIX, sob a ótica dos viajantes ingleses. A partir da segunda metade do século XVIII, os subúrbios ingleses já se destacavam pelo gosto do jardim paisagem, dentro da estética do movimento pitoresco. Da arquitetura neoclássica, referente ao período Georgiano, ao ecletismo da era Vitoriana, buscou-se compreender de que modo a crescente classe média inglesa procurava os arredores idílicos e saudáveis das cidades industriais a fim de fixar suas residências.

    :: "Base teórica da Ciência da Informação para a construção de taxonomias consistentes" (pdf, 900 KB), Luana Farias Sales (CNEN-IEN) e Dilza Fonseca da Motta (FINEP), 6 de outubro
    A comunicação abordará os seguintes temas: o que são taxonomias (etmologia e um pouco de história), tipos de taxonomias, taxonomias hoje (uso e aplicações), como chegar às taxonomias (base teórica para a sua construção) e etapas para a construção de uma taxonomia.

    :: "Pesquisa e Preservação na Biblioteca do Mosteiro de São Bento da Bahia" (pdf, 9.82 MB), profa. dra. Alícia Duhá Lose (Faculdade São Bento da Bahia/Mosteiro de São Bento da Bahia - Instituto de Letras/PPGLL/UFBA), 20 de outubro
    O presente trabalho pretende dar a conhecer os projetos de pesquisa que vêm sendo realizados na Biblioteca do Mosteiro de São Bento da Bahia, com o intuito de preservar e divulgar as Obras contidas no Setor de Obras da Biblioteca e no Arquivo do Mosteiro, ambos ambientes hoje de acesso e restrito e bastante limitado. 

    :: "O Imperador, os doutores e os loucos: uma arqueologia de sentidos do Palácio da Praia Vermelha" (pdf, 43.8 MB), profa. dra. Maria de Lourdes de Alencar Parreiras Horta, 17 de novembro
    Apresentação de uma síntese do projeto de pesquisa de pós-doutorado junto ao Programa Avançado de Cultura Contemporânea - PACC, do Forum de Ciência e Cultura da UFRJ. O projeto em andamento propõe a elaboração de uma "arqueologia" histórica, material e simbólica, do Palácio da Praia Vermelha, hoje sede do Forum de Ciência e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e que abriga ainda algumas Escolas Superiores, buscando o desvendamento de seus múltiplos sentidos e significados, acumulados em camadas superpostas no tempo e no espaço/lugar da Memória Social. 


     

    Imprimir
    Voltar ao alto


    Veja também
    > Memória & Informação
    > Memória & Informação 2017
    > Memória & Informação 2016
    > Memória & Informação 2015
    > Memória & Informação 2014
    > Memória & Informação 2013
    > Memória & Informação 2012
    > Memória & Informação 2011
    > Memória & Informação 2009
    > Memória & Informação 2008
    > Memória & Informação 2007
    > Memória & Informação 2006
    > Memória & Informação 2005
    > Memória & Informação 2004

  • informe
  • |
  • perguntas frequentes
  • |
  • termos de uso
  • |
  • mapa do site
  • |
  • sobre o site
  • |
  • contato
  • |