Fundação Casa de Rui Barbosa
 
  Procurar  
  • principal
  • > arquivos históricos
  • > coleções
  • como chegar à Fundação >>

    atividades de preservação da Fundação >>

    coleções museológicas >>

    consulta às bases de dados >>

    principais projetos de restauração >>

    coleções históricas A - F

    As coleções históricas estão ordenadas segundo o primeiro nome de seu titular. A lista abaixo descreve os conjuntos cujos nomes vão de A a F, e os que se iniciam de J em diante estão relacionados na pagina a seguinte.

    Consulte a base Guia de Fundos e Coleções para obter informações gerais sobre cada conjunto documental, sendo que aqueles destacados em itálico podem ser tambem consultados em detalhe na base de dados Arquivos Pessoais.

    :: Coleção Afonso Augusto Moreira Pena
    Presidente eleito do Brasil em 1906, Afonso Pena formou-se bacharel em Direito pela Faculdade de São Paulo. Foi ministro da Guerra (1882), da Agricultura (1883) e da Justiça (1885); participou da Comissão Organizadora do Código Civil Brasileiro (1888). Presidiu Minas Gerais (1892) no período da construção da capital, Belo Horizonte, presidiu o Banco da República no período de 1894 a 1898 e foi senador da República.

    A coleção reúne 35 documentos textuais de 1906 a 1909 referentes à política baiana, à revolta civil, a seu governo presidencial, à defesa nacional, às relações comerciais do país, etc.

    :: Coleção Antonio Gontijo de Carvalho
    O titular desta coleção nasceu em Uberaba, Minas Gerais e diplomou-se em Direito pela Universidade de São Paulo. Foi secretário-geral do Departamento Técnico do Café (1936), deputado federal (1945), diretor do Digesto Econômico (1947), membro da Comissão de Negócios de São Paulo (1941-1944) e presidente da Subcomissão da Organização das Finanças (1943-1944).

    Sua coleção reúne dois metros lineares de documentos do período de 1901 a 1970. Entre seus correspondentes estão Sobral Pinho, Hermes Lima, Ulisses Guimarães, Carlos Drummond de Andrade, Milton Campos, Artur Bernardes, Gustavo Capanema, San Tiago Dantas e José Honório Rodrigues.

    :: Coleção Carlos Brandão Storry
    A coleção Carlos Brandão Storry, comandante do Loide Brasileiro Satélite, é composta pelo relatório de viagem realizada entre 25 de dezembro de 1910 e 4 de março de 1911, que transportou rebeldes e condenados da Revolta da Chibata, com destino a Santo Antônio do Rio Madeira. A Revolta, ocorrida a 22 de novembro de 1910, na Baia de Guanabara, foi liderada por João Cândido, e combatia a aplicação dos castigos físicos impostos a marinheiros.

    O navio conduzia 105 ex-marinheiros, 292 condenados, 44 mulheres e 50 praças do Exército, comandados pelos tenentes Francisco de Melo, João da Silva Leal e Libânio Augusto da Cunha Matos. Inclui em anexo relação nominal dos marinheiros presos, dos condenados, das mulheres detidas e marinheiros livres.

    Nessa viagem ocorreu o fuzilamento do ex-marinheiro Hernani Pereira dos Santos, conhecido como "Sete" e acusado de comandar uma revolta na embarcação (26.12.1910). Duzentos homens foram entregues à Comissão Rondon, de acordo com a ordem do governo, e os demais deixados às margens do rio a pedido dos seringueiros.

    :: Coleção Carlos José de Araújo Pinheiro
    A coleção tem como titular o almirante Carlos José de Araújo Pinheiro, que presidiu a Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro e tornou-se amigo de Rui Barbosa. Reúne 14 documentos textuais do período de 1894 a 1908 e é constituída basicamente por correspondências de Rui Barbosa sobre seu exílio na Inglaterra. Há também referências a artigos da Constituição de 1891 sobre a Marinha de Guerra.

    :: Coleção Companhia Internacional Rio e Santos
    A coleção Companhia Internacional Rio e Santos reúne 22 documentos textuais do ano de 1892 referentes a consulta da William Scott's Son & Co. a Rui Barbosa sobre remessa de café para a cidade de Nova York, remessa essa que gerou conflito entre a Companhia Rio Santos e John O’Donohue, cliente de Rui Barbosa.

    :: Coleção Eduardo Prado
    Advogado, jornalista atuante em jornais acadêmicos, cronista político do Correio Paulista, Eduardo Prado participou da criação de um centro de estudos luso-brasileiros junto com José Maria Paranhos (Barão do Rio Branco), Joaquim Nabuco, Eça de Queiroz, etc. A coleção é formada por 1 metro linear de documentos do período de 1897 a 1925 que tratam da Revolução Federalista de 1893, por expedientes da Companhia Paulista e notas sobre a exploração de ouro no país.

    :: Coleção Fernando Nery
    A coleção Fernando Nery, zelador da FCRB no período de 1928 a 1930, é constituída por 109 cartas datilografadas de Rui Barbosa, do período de 1871 a 1922, que se referem às eleições legislativas para a Câmara de Deputados, à reforma do código civil, a seu exílio da Inglaterra, à política baiana, à questão de limites, ao governo provisório, etc.

    Imprimir
    Voltar ao alto


    Veja também
    > coleções históricas J - U

  • informe
  • |
  • perguntas frequentes
  • |
  • termos de uso
  • |
  • mapa do site
  • |
  • sobre o site
  • |
  • contato
  • |