Procurar  
  • principal
  • > eventos
  • > seminários
  • notícias >>

    como chegar à Fundação >>

    notícias >>

    receba por e-mail o informe quinzenal >>

    Leandro Gomes de Barros: o poeta do sertão

    Clique na foto para ampliar

    5 de março de 2018, das 10 às 17h 

    O Centro de Memória e Informação, da Fundação Casa de Rui Barbosa, realizará homenagem alusiva ao centenário da morte do poeta Leandro Gomes de Barros. A programação será composta por mesa-redonda, mostra sobre o autor e atividade para o público infantil.

    Há cem anos morria um dos maiores poetas brasileiros, Leandro Gomes de Barros (1865-1918). Nascido em Pombal, na Paraíba, e criado em Teixeira - berço dos maiores cantadores do século XIX - fixou-se mais tarde em Recife. Foi um dos poucos poetas a viver exclusivamente da sua arte: escrevia, editava, imprimia, divulgava e comercializava suas criações. 
    Leandro viajava constantemente pelo sertão para vender suas obras. Com os ouvidos atentos, recolhia em suas viagens os relatos de acontecimentos e histórias pitorescas que traduziria em versos. 

    Calcula-se que escreveu mais de mil obras cuja classificação tornou-se objeto de estudo de muitos pesquisadores, como Câmara Cascudo e Sebastião Nunes Batista. Em 1976, ganhou o título de “Príncipe dos poetas” de Carlos Drummond de Andrade. Os dois primeiros atos do Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna, foram inspirados nos folhetos de autoria do poeta: Cachorro dos mortos e A história do cavalo que defecava dinheiro

    A FCRB é detentora do maior número de folhetos de Leandro. São 460 folhetos, boa parte disponíveis no site Cordel: cultura popular em verso e no Repositório Rui Barbosa de Informações Culturais – RUBI.

    Embora tenha morrido há um século, Leandro continua entre nós. Especialmente no Nordeste, sua poesia continua circulando pois conseguiu como poucos capturar a alma de um povo engenhoso, espirituoso e criativo.

     

    :: Programação

    10h. Cordel para crianças (Biblioteca Infantojuvenil Maria Mazzetti - BIMM)
    Cilene Alves de Oliveira

    14h. Mesa redonda (Sala de cursos)
    Ana Carolina Carvalho de Almeida Nascimento
    Gonçalo Ferreira da Silva
    Sylvia Regina Bastos Nemer
    Mediadora: Ana Ligia Medeiros

    17h. Mostra (Hall do edifício-sede)
    Leandro Gomes de Barros: o poeta do sertão

    Entrada franca

    :: Organização
    Centro de Memória e Informação-CMI/FCRB

    Fundação Casa de Rui Barbosa
    Rua São Clemente 134 – Botafogo - Rio de Janeiro
    Na Biblioteca Infantojuvenil Maria Mazzetti (BIMM), na sala de cursos e no hall do edifício-sede.
    Informações: (21) 3289 8661/8662

     

     

    Imprimir
    Voltar ao alto


    Veja também
    > Nanosistemas: Pesquisa e aplicação sobre o patrimônio cultural
    > 2ª Semana Nacional de Arquivos
    > 2º Seminário de Gestão de Documentos
    > 5º Encontro de Encadernação
    > Chamada de trabalhos para o IX Seminário Internacional de Políticas Culturais.
    > Ciclo de conferências "Mutações: a outra margem da política"
    > Colóquio "A censura à prova do tempo"
    > I Encontro de Teoria Política e Pensamento Político Brasileiro
    > I Seminário – Moda: uma abordagem Museológica
    > IV Colóquio de Economia Política da Comunicação e da Cultura
    > IX Seminário Internacional de Políticas Culturais
    > Joaquim Cardozo: um teatro do mundo em pensamento
    > Narrativas do eu na literatura e na comunicação: gênero, afetos e produção de sentidos
    > Nebulosas do Pensamento Urbanístico
    > Seminário Intermediário do Grupo de Trabalho de Pensamento Social no Brasil
    > Tempos de Violência: O Fim da I Guerra Mundial e o Início de uma Era

  • informe
  • |
  • perguntas frequentes
  • |
  • termos de uso
  • |
  • mapa do site
  • |
  • sobre o site
  • |
  • contato
  • |