Fundação Casa de Rui Barbosa
 
  Procurar  
  • principal
  • > visita virtual ao jardim
  • > jardim social
  • esculturas

    O Museu Casa de Rui Barbosa passou a ter seu acervo sistematicamente tratado a partir dos anos 60, mas até a década de  90 os elementos decorativos e utilitários encontrados no jardim estiveram desvinculados dessa leitura.

    As esculturas, bem como os lampadários, a pérgula, o quiosque, os tanques e a bomba d'água não eram considerados objetos museológicos.

    Escultura de águia devorando serpente, Casa de Rui Barbosa

    Águia submetendo a serpente

    Uma águia de asas espalmadas vence uma serpente de cuja boca sai um esguicho d`água que cai em jato curvo no lago fronteiro.

    A escultura, em cimento e ferro, é uma alegoria da luta do bem, a águia, contra o mal, a serpente, o emblema deste jardim.

    A imagem da águia está relacionada a poder e força; animal sagrado de Júpiter, foi símbolo do Império Romano - as legiões guerreiras levavam à frente uma águia de bronze.

    Adotada por outros impérios e por Napoleão Bonaparte, tornou-se símbolo da França. Foi também adotada, em versão estilizada, pelo Partido Nazista alemão, e está presente entre os símbolos dos Estados Unidos.

    Rui Barbosa, por seu desempenho na 2ª Conferência da Paz eme Haia, em 1907, foi denominado "Águia de Haia". Embora a estátua pareça referir-se a essa atuação, já estava na propriedade quando Rui a comprou.

    Escultura de leão submentendo serpente, jardim social Casa de Rui Barbosa

    Leões

    O par de leões, em ferro fundido, da Fundição Val d'Osne, ladeia as escadas de acesso aos salões da Casa. Entre as esculturas animalistas, o leão era o preferido para  as entradas dos palacetes, evocando nobreza e distinção ao proprietário.

    A herma
    Na Grécia Antiga, herma era um pilar quadrado ou retangular de pedra, terracota ou bronze sobre o qual se colocava uma cabeça do deus Hermes.

    Herma com o busto de Rui BarbosaO pilar era mais largo na parte de cima, como símbolo de virilidade e disposição à luta. Esculpida em mármore branco pelo artista português Rodolfo Pinto do Couto, a herma para a qual Rui Barbosa posou em 1918 fica localizada na entrada da Casa. Foi oferecida à Casa em 1936, pelo interventor baiano Juraci Magalhães.

    Imprimir
    Voltar ao alto


    Veja também
    > jardim social
    > flores
    > a camélia

  • informe
  • |
  • perguntas frequentes
  • |
  • termos de uso
  • |
  • mapa do site
  • |
  • sobre o site
  • |
  • contato
  • |