O jardim da Casa de Rui Barbosa era um jardim privado e domiciliar, testemunho de uma concepção paisagística de referência europeia, anterior às transformações do paisagismo brasileiro a partir da década de 1930. Atualmente, aberto ao público, tornou-se um espaço de paz e de “fuga” para os moradores das redondezas, uma vez que o bairro de Botafogo não possui outras áreas verdes com as mesmas características.

É missão da Fundação Casa de Rui Barbosa fazer com que estes aspectos sejam preservados e valorizados, e para isso uma extensa pesquisa iconográfica e documental foi feita. O projeto de Revitalização e Restauração do Jardim da Casa de Rui Barbosa foi desenvolvido entre 2012 e 2013, após extenso trabalho de sistematização e consolidação de um conjunto de critérios e princípios que embasaram seu termo de referência, inédito no país no que se referiu a trabalhos em jardins históricos.

O projeto básico foi desenvolvido pela equipe da paisagista Patrícia Akinaga para a Fundação Casa de Rui Barbosa – FCRB e previamente aprovado pelo IPHAN em 03 de setembro de 2014. Consiste na revitalização e restauração integral do jardim, incluindo paisagismo e elementos arquitetônicos e artísticos que o compõem, a modernização dos sistemas e redes de infraestrutura que o suportam e a realização de melhorias na acessibilidade, iluminação e sinalização. Foi concebido como ação exemplar de preservação de jardim histórico, visando contribuir para a valorização das áreas históricas do Rio Patrimônio Cultural, assegurando melhor conforto e segurança para seus usuários.

O Projeto de Revitalização e Restauração do Jardim Histórico da Casa de Rui Barbosa vem sendo executado por meio de uma parceria entre a Fundação Casa de Rui Barbosa e a Fundação Darcy Ribeiro e conta até o momento com recursos do Fundo Nacional de Cultura e apoio financeiro do BNDES.

A primeira etapa do projeto, iniciada em fevereiro, vem sendo executada pela empresa Velatura Restaurações Ltda., sob a coordenação do arquiteto Wallace Caldas, e compreende o projeto de restauração dos elementos artísticos e arquitetônicos integrados ao jardim histórico.