Portão de entrada já concluído.   Foto: Velatura

Passaram por recuperações o muro de pedra e o portão de entrada do Jardim, voltado para a Rua São Clemente. A base em pedra que sustenta o gradil de entrada começou a apresentar falhas por conta de fragmentos que se soltaram ao longo do tempo. Por isso, foram feitas próteses de pedra gnaisse nas fendas, que foram lixadas e, em seguida, resinadas. O processo foi semelhante ao que passou as bases das esculturas de leões Val d’Osne.

O local passou também por cromatização para imitar a aparência original da pedra e não contrastar com o restante do muro. Esse trabalho foi feito à noite para não interferir no fluxo de pedestres na calçada.

Parte da base do muro em processo de restauração. Foto: Fernanda Braz
Parte da base do muro em processo de restauração com resina. Foto: Fernanda Braz

O portão de entrada retomou seu desenho original, que contava com frisos. Estes foram decapados para a moldagem e a posterior fundição de réplicas, que foram fixadas nas almofadas dos portões.

Portão de entrada já concluído. Foto: Velatura
Portão de entrada já concluído.        Foto: Velatura