Vista aérea do parreiral. Foto: Leo Aversa

Após sete meses de trabalho, está chegando ao fim a primeira fase da obra de restauração e revitalização do Jardim da Casa de Rui Barbosa. Neste primeiro momento, foi realizada a restauração dos elementos artísticos integrados do Jardim, estando incluídos elementos de grande porte como o Quiosque e Parreiral, esculturas icônicas como os Leões e Águia&Serpente e também peças menores do jardim, como luminárias e vasos de mármore.

Essa fase inicial da obra, realizada pela empresa Velatura Restaurações, foi fundamental na investigação de características originais das peças trabalhadas e também de intervenções feitas ao longo dos anos. Na escultura Águia&Serpente por exemplo, foram encontrados diversos materiais inseridos em intervenções, que camuflavam seu elemento constituinte original. No tanque existente na área de serviço detectou-se a existência de diversas camadas em seu fundo, tendo a fiscalização do IPHAN e da FCRB optado ao fim da obra, por deixar aparente esta realidade mantendo no local uma janela de prospecção.

Foi realizada em todos os elementos artísticos integrados a higienização e limpeza. Nos objetos de metal, foram feitas análises da composição das peças para saber-se que tratamento utilizar no local, após o fim da restauração. Por fim, os elementos receberam produtos protetores que irão contribuir para sua conservação por maiores períodos de tempo.

Agora o jardim espera pela segunda fase da obra, que completará o trabalho iniciado em fevereiro de 2015. Enquanto isso, é fundamental que haja a conscientização dos visitantes, pois os elementos já restaurados precisam ser mantidos também pelos usuários. A manutenção programada de todas essas peças já começou, mas a FCRB pretende iniciar uma campanha educativa para que todos possam usufruir, da melhor maneira possível, das belezas recém-restauradas desse espaço.

O parreiral restaurado. Foto: Leo Aversa
O parreiral restaurado. Foto: Leo Aversa