JardimCRB_IG_0474

No post que segue encontram-se textos sucintos sobre os principais elementos arquitetônicos e paisagísticos que compõem o Jardim da Casa de Rui Barbosa. O tema, que foi dividido em dois posts, terá em breve sua segunda parte publicada.

 

QUIOSQUE

O icônico quiosque do Jardim da Casa de Rui Barbosa conta com uma banheira e um chuveiro para banho, utilizado pela família Rui Barbosa durante o verão. Atualmente, suas instalações não estão mais em funcionamento, servindo apenas como retrato de usos e costumes do período em que a família habitou a Casa.

Presente desde antes da chegada de Rui Barbosa, o espaço apresenta uma arquitetura representativa do século XIX, em estruturas de madeira pré-fabricadas, provenientes da Europa. Poucos são os relatos sobre esse elemento, sabendo-se apenas que o chuveiro e a banheira foram instalados por Rui.

No entorno do Quiosque encontra-se um lago, repleto de peixes e elementos imitativos da natureza, que conformam o seu espaço como uma “ilha” no meio do Jardim.

 

JardimCRB_IG_0084
Funcionários da Velatura trabalhando na “ilha” do Quiosque Foto: Ivo Gonzalez

 

ÁGUIA E SERPENTE

A peça, que é emblema do Jardim, existe desde antes do terreno ser adquirido por Rui Barbosa no ano de 1893, porém parecia antecipar o apelido que seu dono mais marcante recebeu após o retorno triunfante da Segunda Conferência Internacional da Paz, O “Águia de Haia”. A escultura retrata uma luta do bem contra o mal, sendo a Águia o ser capaz de elevar-se nos sentimentos mais superiores e a víbora movendo os mais baixos sentimentos.

Pouco antes da abertura do museu, em 1930, o jardim passou por uma reforma, onde a Águia e Serpente sofreu intervenções. A escultura hoje se encontra composta em metal e massa plástica, apresentando uma águia vencendo uma serpente de boca aberta, de onde sai um esguicho d’água. A importância da peça para o Jardim e para a família Rui Barbosa é exposta em uma foto em 1918, onde os netos do político estão à sua volta.

 

JardimCRB_IG_0376
Escultura Águia e Serpente Foto: Ivo Gonzalez

 

LEÕES VAL D’OSNE

O par de Leões ladeia as duas escadas que dão entrada aos salões principais da Casa, localizadas no jardim frontal. A figura do leão era a preferida para as entradas dos palacetes, evocando nobreza e distinção ao proprietário. Em dias de festa eram eles que recebiam os ilustres convidados.

Acredita-se que as peças são provenientes das famosas fundições francesas do Val D’Osne, que produziram durante o século XVIII e XIX uma grande quantidade de elementos decorativos em ferro fundido. Por isso podem ser estimadas como as peças de maior valor do Jardim.

O Leão. Foto: Fernanda Costa Braz
O Leão. Foto: Fernanda Costa Braz

 

VASOS EM MÁRMORE

A coleção de vasos de mármore do Jardim da Casa de Rui Barbosa conta hoje com seis exemplares, sendo dois posicionados na lateral da casa e outros quatro na parte frontal. Até o dado momento, sabe-se que esses últimos foram doados ao Museu por D. Helena de Melo, enteada de João Rui, filho do casal Rui Barbosa. Já os vasos encontrados na lateral da casa, não estavam presentes na época em que Rui Barbosa residia no local, sabendo-se pouco de sua origem.

Os vasos foram restaurados e permanecerão guardados, retornando aos seus locais de origem após o final das obras do Jardim.

JardimCRB_IG_0032
Vaso de mármore da coleção do Jardim da Casa de Rui Barbosa Foto: Ivo Gonzalez

 

LAGO FRONTAL

Lago composto por elementos imitativos da natureza, recorrentes no paisagismo romântico. Em conjunto ao lago são encontradas pontes, pérgulas e rocailles, conduzindo os visitantes por um cenário que compõe o jardim frontal . A principal diversão das crianças da casa, netos de Rui, eram as brincadeiras nos lagos do jardim, principalmente as corridas de barquinhos. O lago existe como componente paisagístico do Jardim desde antes deste pertencer à Rui Barbosa, sendo um elemento original do espaço.

Vista do lago frontal, a frente da Casa de Rui Barbosa. Foto: Ivo Gonzalez
Vista do lago frontal, a frente da Casa de Rui Barbosa. Foto: Ivo Gonzalez